Corte de Névoa e Fúria - Resenha | Pastel Escritor


Olá Pastelinos, hoje venho trazer para vocês a resenha de Corte de Névoa e Fúria, continuação do livro Corte de Espinhos e Rosas da Sarah J. Maas. Eu ainda estou em choque depois desse livro, eu já vou avisando que a resenha pode conter spoiler para quem não leu o primeiro livro ainda, então se você não se importa com isso e é curioso(a) como eu, pode continuar que eu prometo não falar nada revelador sobre essa segunda parte dessa história maravilhosa. 


Sinopse: O aguardado segundo volume da saga iniciada em Corte de espinhos e rosas, da mesma autora da série Trono de vidro nessa continuação, a jovem humana que morreu nas garras de Amarantha, Feyre, assume seu lugar como Quebradora da Maldição e dona dos poderes de sete Grão-Feéricos. Seu coração, no entanto, permanece humano. Incapaz de esquecer o que sofreu para libertar o povo de Tamlin e o pacto firmado com Rhys, senhor da Corte Noturna. Mas, mesmo assim, ela se esforça para reconstruir o lar que criou na Corte Primaveril. Então por que é ao lado de Rhys que se sente mais plena? Peça-chave num jogo que desconhece, Feyre deve aprender rapidamente do que é capaz. Pois um antigo mal, muito pior que Amarantha, se agita no horizonte e ameaça o mundo de humanos e feéricos.

Ao final do primeiro livro sabemos que Ferye quebrou um encantamento que aprisionou os Grão-Féericos de Phytrain por 50 anos. Então saiu de lá com o título de Quebradora da Maldição, nova Féerica carregando consigo o poder de 7 Gãos-Féericos muito poderosos, mas sem saber ao certo o que herdara deles, e por último e não menos importante, com um laço feito com Rhys sob a Montanha quando ele à curou, de que deveria passar uma semana de cada mês ao seu lado na corte noturna. 


Uma coisa que eu particularmente gostei muito nesse livro é o fato ele ser dividido entre três partes, marcando cada grande atitude tomada pela minha protagonista que tomou meu coração de uma forma que eu nem sei explicar. 

Ferye não nasceu para aquele mundo, e agora tinha um corpo poderoso e grandes responsabilidades mas um coração que permanecia humano, então todos os horrores que enfrentou sob a Montanha continuam a fazendo ter muitos pesadelos e vomitar todas as noites na esperança de que algum dia aquela dor finalmente pare de pertencer ao seu coração.


Ela está quebrada, assim como muitos do que foram torturados durante aqueles 50 anos, mas estava longe de sua família, que apesar de não ser uma das melhores, e faria tudo o que estivesse ao seu alcance para mante-los a salvo.

"Não é isso que todas as mulheres humanas desejam? Um lindo senhor féerico para se casar, que as encha de riquezas pelo resto na vida?"

Tamlin após os eventos cruéis que tinha passado acabou se tornando super protetor, e isso acabou não fazendo bem a Ferye, pois quanto mais presa ela se sentia, mais perdida de si ela sentia, mas achava que aquilo era o que ela merecia, por ter salvo a todos. Lucien infelizmente, obedecia seu senhor cegamente, mesmo as vezes tentando ajudar sua amiga, não era suficiente. Ela nem mesmo sabia o que acontecia a sua vola, que um mal muito maior do que Amarantha poderia surgir e destruir tudo aquilo que ela aprendera a gostar.


Depois de tudo o que Ferye fez em nome do amor, o que esperava que fosse feito era o casamento oficializando sua relação com o Grã-Senhor da Corte Prmaveril e aquilo estava fazendo com que seus medos aumentassem a cada dia mais. Então no dia da cerimonia pediu que alguém a salvasse, percebesse que não estava bem e que precisava de uma coisa muito importante, tempo. 

"Ajude-me, ajude-me, ajude-me. Implorei a alguém, qualquer um. Implorei a Lucien, parado na fileira da frente com o olho de metal fixo em mim. Implorei a Ianthe, com o rosto serene e paciente e adorável dentro daquele capuz. Salve-me, por favor, salve-me. Me tire daqui. Acabe com isso."


Então através de seu laço com Rhys, não cobrado durante 3 meses, ela vê um refugio.

Prometo que com o que acabei de contar vocês ainda terão muitas surpresas com o livro, mais do que podem sequer imaginar. A narrativa da autora da Sarah J. Maas melhorou de uma forma que eu nem sei explicar para vocês. Conhecemos muitos personagens novos e passamos a entender mais profundamente diversos personagens que pensamos serem uma coisa no fim eram outros e tinham seus medos tanto quanto aqueles que já conhecemos.

"A questão não é se amava você, é o quanto. Demais. Amor pode ser um veneno."

O livro tem 654 páginas, foi publicado em 2016. Há boatos de que a história ganhe uma adaptação e se isso chegar a acontecer, nem vou saber o que sentir, pois nesse último mês essa história é o que vem me trazendo muito conforto e alegria. Como puderam observar nas fotos eu tentei um cosplay de Ferye, espero que tenham gostado!

Preparem-se para ter um novo shipp, garanto que vocês irão rir, chorar, sentir um pouco de desespero e sentir um amor incondicional lendo esse livro, e com o final arrebatador, vão querer ir correndo ler o último!

 

You Might Also Like

6 comentários

  1. Uau! Que resenha hein? Adorei! Retratou bem o livro. Parabéns

    ResponderExcluir
  2. De algum modo, me senti impelido a dizer o quanto estou ansioso por ler este livro. Agradeço por ter nos escrito... e a resenha, bem como as foto, ficou incrível. Parabéns!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Essa é a continuação, mas confesso que é muito melhor que o primeiro. Obrigado!

      Excluir
  3. Li a resenha meio por cima, confesso hehe. Já devo ter comentado com você que quero ler essa série, mas ainda me falta dinheiro para comprá-los e tempo também. Vejo tanta gente falando bem, e a vontade de ler só aumenta. Adorei essas suas fotos *-*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É suuuuper compreensível que tenha lido meio por cima! Mas pode apostar que vai amar essa série tanto quanto eu. Aguardo ansiosamente sua opinião!

      Excluir