Trono de Vidro - Sarah J. Maas | Resenha



O que dizer desse livro que eu conheço a três dias e já considero pra caramba?



Olá Pastelinos, vim contar um pouquinho para você sobre esse livro tem uma narrativa maravilhosa, juntamente com muitos mistérios, magia e tudo que um bom livro de ficção e fantasia precisa ter para conquistar o meu coração. 

Eu não sei nem por onde começar a explicar o quanto essa história mexeu comigo, por falar nisso, sabiam que ela foi levemente baseada no conto da Cinderela?. Mas enfim, eu só sei que estou completamente apaixonada pela história de Celaena, a Assassina mais famosa de todo o reino de Adarlan.



Sinopse: Nas sombrias e sujas minas de sal de Endovier, um jovem de 18 anos está cumprindo sua sentença. Celaena é uma assassina, e a melhor de Adarlan. Aprisionada e fraca, ela está quase perdendo as esperanças quando recebe uma proposta. Terá de volta sua liberdade se representar o príncipe de Adarlan em uma competição, lutando contra os mais habilidosos assassinos e larápios do reino. Endovier é uma sentença de morte, e cada duelo em Adarlan será para viver ou morrer. Mas se o preço é ser livre, ela está disposta a tudo.


A Assassina foi presa nas minas de sal de Endovier quando tinha 17 anos por causa de uma traição que sofrera, logo depois de perder seu grande amor. Haviam boatos de que ninguém sobrevivia mais de um mês por lá, mas ela é uma mulher forte, e durou muito mais do que sequer ela poderia imaginar naquele lugar.

Esse livro me cativou de uma forma que é difícil explicar. Por mais rudes ou egoístas que a maioria dos personagens possam parecer a principio, conforme a historia é narrada você descobre mais e mais sobre eles, como pensam, como se sentem com relação a tudo o que acontece no castelo de vidro. E uma coisa importante, você nunca saberá em quem realmente confiar. 



Celaena é uma mulher forte e muito corajosa, se tornou assassina aos 8 anos quando os pais morreram em meio a uma guerra e por meio de uma traição ou algo que ela não sabe como explicar, então foi criada pelo seu mentor Arobyn para que se tornasse a melhor assassina que o reino já conheceu. Quando completa 18 anos, o príncipe herdeiro de Adarlan vai até as minas em busca dela, oferecendo-lhe a liberdade, com um custo, é claro. Ela teria que ir para o castelo, e competir com outros 31 candidatos para ser a campeã (uma palavra bonita para assassina) do rei, e depois de quatro anos servindo, se tornar livre. 






No decorrer da história ela conhece Chaol (confesso que amo um homem), a princesa Nehemina, uma amiga onde menos se poderia esperar, dentre outros personagens que fazem você não querer largar o livro em momento algum. Gosto muito da forma como a autora explora seus personagens e nos faz querer colocar cada um deles no colo e abraçar, da mesma forma como ela me faz querer ser a Celaena e matar todo mundo, socorro. 

O livro é narrado por quase todos, mas o enfoque ainda sim fica em Celaena, a assassina de Adarlan que se mostra muito mais profunda do que qualquer outra personagem mulher que eu tenha conhecido, e ô moça que sofre.


Se eu continuar a escrever, darei spoiler... Mas só tenho uma coisa a dizer: Recomendo muito esse livro!



Ps. Boatos de que algum dia irá se tornar uma série de TV.

You Might Also Like

0 comentários